DESEJO VOCÊ...


Sinto suas mãos em minhas costas nuas... Deslizando, me provocando tesão. Minha pele em instantes se arrepia. Giro o corpo e minha boca a sua procura.

O encontro dos lábios, a mordida feroz, um gemido quente exala em meu corpo. Os seus braços me agarram forte, meu corpo se encontra ao seu.

Você chupa, suga meus seios com uma fome sedenta. Enfia seus dedos na minha boca, me provoca. Encaixo minhas pernas sobre seu quadril; seu pênis ereto, duro e gostoso me penetra... Desliza em minha vagina molhada, louca por sexo.


Meu corpo é todo seu, estou entregue ao seu deleite. Você sabe que tem o controle, me vira de costas e penetra por trás... Fico louca de tesão e quero mais!

Seu movimento ora violento, ora calmo, dentro de mim, me enlouquece. Balanço e aperto meu quadril, provocando em você sensações deliciosas. Somos puro êxtase!



Suas mãos agarram minha cintura, sinto que estamos quase lá... Você jorra sua porra dentro de mim e eu, em gemidos alucinantes, sinto o gozo percorrer todo meu corpo.

Você me abraça e me morde todinha, que delícia!

Eu devolvo seu carinho chupando seu pau, ainda duro, e você geme. Nossos corpos nus não estão mais famintos...

Mas sempre estarei pronta, molhadinha, para você.

É só me tocar... Experimenta...



Interação de meu amigo Miguel Jacó - (postado no comentário em 04/10/2013). Obrigada Miguel, Amei!!!!


MIGUEL JACÓ

Teus insites me atiçam os desejos,
Não consigo me deter sem ereção,
É uma força que vem lá do coração,
Desejando a tua fenda percorrer,
Quando olho teu semblante de vadia,
Fico atento ao que vem logo depois,
Passo a mão devagar em tuas virilhas,
E constato tua vagina em inundação,
É sabido que desejas ser penetrada,
E para mim isto é bem mais que satisfação,
O meu gozo invade tua buceta,
E o teu clitóris fica enorme em minha mão,
Gozamos juntos e eu te chamo de nifeta,
E assim fazemos nossa perfeita comunhão.


3 comentários:

  1. Teus insites me atiçam os desejos,
    Não consigo me deter sem ereção,
    É uma força que vem lá do coração,
    Desejando a tua fenda percorrer,
    Quando olho teu semblante de vadia,
    Fico atento ao que vem logo depois,
    Passo a mão devagar em tuas virilhas,
    E constato tua vagina em inundação,
    É sabido que desejas ser penetrada,
    E para mim isto é bem mas que satisfação,
    O meu gozo invade tua buceta,
    E o teu clitóris fica enorme em minha mão,
    Gozamos juntos e eu te chamo de nifeta,
    E assim fazemos nossa perfeita comunhão.

    Marcela, me ensine a ler uma pérola destas e não se intrometer, com interações deste nível, Parabéns pelo seu excitante poema, você nos leva a condição sublime do prazer de ler, MJ.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lovely content, both language and images, becoming one of the most beautiful erotica sites on the www. Congratulations.

      Excluir